Golden Joker

Mortágua lamenta que não tenham sido feitos mais esforços pela paz e elogia Guterres

  
LIVE      

Golden Joker

Mortágua lamenta que não tenham sido feitos mais esforços pela paz e elogia Guterres

“Quero lamentar esta guerra sem sentido que começa com uma invasão por parte de Putin do território ucraniano. Lamentar também que mais esforços não tenham sido feitos em nome da paz”, disse Mariana Mortágua aos jornalistas sobre os dois anos que hoje se assinalam do início da guerra da Ucrânia à margem de uma ação de campanha em Boliqueime, concelho de Loulé, distrito de Faro.

De acordo com a líder do BE, o partido “tem defendido desde sempre uma conferência de paz, sob a égide das Nações Unidas, com um papel muito mais preponderante da União Europeia na construção e na intermediação de um caminho de paz”.

“Aproveito também, nestes dois anos da guerra da Ucrânia e nestes meses de guerra na Palestina, para saudar o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, que tem tido posições muito importantes contra a guerra, contra o genocídio da Palestina e uma pessoa importante para lembrar a importância da paz e para conseguir esse caminho para a paz”, elogiou.

Mostrando-se convicta que o “caminho de paz acontecerá para Ucrânia com respeito pela autodeterminação do seu povo e com respeito pelo seu território”, Mortágua espera que o mesmo aconteça na Palestina.

“Uma guerra que teve início mais recentemente, com mais mortos, infelizmente, muitas mulheres, muitas crianças e que tem que ter a mesma resolução: respeito pela autodeterminação do estado palestiniano”, acrescentou.

A ofensiva militar russa no território ucraniano, lançada a 24 de fevereiro de 2022, mergulhou a Europa naquela que é considerada a crise de segurança mais grave desde a Segunda Guerra Mundial (1939-1945).

Os aliados ocidentais da Ucrânia têm fornecido armas a Kiev e aprovado sucessivos pacotes de sanções contra interesses russos para tentar diminuir a capacidade de Moscovo de financiar o esforço de guerra.

Em 1 de fevereiro, os líderes da União Europeia chegaram a um acordo sobre apoio financeiro de 50 mil milhões de euros à Ucrânia.

O youtuber preso após simular o próprio sequestro

Cheng Neng-chuan e Lu Tsu-hsien foram condenados a dois anos de prisão — Foto: POLÍCIA NACIONAL DO CAMBOJA

O youtuber Cheng Neng-chuan foi preso e condenado a dois anos de prisão por postar um vídeo com imagens dele e de seu amigo Lu Tsu-hsien aparentemente sendo sequestrados.

De origem taiwanesa, os jovens estavam fazendo uma viagem pelo Camboja e foram presos e condenados no país.

O vídeo tinha imagens dos dois jovens sendo presos e apanhando de seguranças na cidade de Sihanoukville.

A área tornou-se conhecida por .

Mas as imagens eram falsas e eles foram presos após serem desmascarados por outros influenciadores.

Falso sequestro

Na segunda-feira (12), Chen – conhecido online como Goodnight Chicken – postou vídeos nos quais alegava que havia sido sequestrado com o amigo e que ambos precisavam de ajuda.

No dia seguinte, a esposa de Chen anunciou nas redes sociais que o marido havia desaparecido. Ele então postou outro vídeo alegando que eles estavam fugindo dos sequestradores e disse que havia sido ferido e por isso estava com parte da cabeça raspada.

Mas o público online começou a lançar dúvidas sobre a história.

O influenciador Liu Yu conseguiu identificar a localização de Chen usando as imagens que ele postou e mostrou que Chen parecia ter circulado uma área em vez de fugir como alegou.

Ele também questionou por que seus sequestradores teriam permitido que ele guardasse seu equipamento para transmissão ao vivo.

Logo depois, a dupla foi presa em seu quarto de hotel. Eles então foram exibidos pelas autoridades junto com adereços encontrados em seu quarto.

Um tribunal do Camboja disse na sexta-feira (16) que eles foram condenados por “incitamento à causa do caos na segurança social”.

O governo disse que os homens produziram vídeos com “conteúdo falso que afeta a honra, a ordem e a segurança” do país.

Ambos foram condenados a penas de dois anos e a pagar uma multa combinada de cerca de US$ 2 mil (R$ 9 mil).

Os sequestros reais

Oe é um grande problema no Camboja, e Sihanoukville é uma das piores áreas.

Um relatório da ONU divulgado no ano passado estimou que cerca de 100 mil pessoas foram forçadas a trabalhar nestes esquemas fraudulentos no país.

A maioria das vítimas são homens da Ásia, mas alguns vieram de lugares mais distantes, como África e América Latina.

LEIA MAIS:

Rui Tavares alega que voto no Livre "é o mais decisivo de todos"
Golden Joker Mapa do site

1234