Golden Joker

Nara Leão ganha a voz de Zezé Polessa em musical, 60 anos após a edição do histórico primeiro álbum da cantora

  
LIVE      

Golden Joker

Nara Leão ganha a voz de Zezé Polessa em musical, 60 anos após a edição do histórico primeiro álbum da cantora

Aos 70 anos, Zezé Polessa interpreta Nara Leão (1942 – 1989) em musical que estreia em 29 de fevereiro no Teatro Firjan Sesi Centro, no Rio de Janeiro — Foto: Flávio Colker / Divulgação

Quando a atriz carioca Zezé Polessa conheceu o ator, diretor e dramaturgo Miguel Falabella, em 1979, a cantora (19 de janeiro de 1942 – 7 de junho de 1989) já contabilizava 15 anos de carreira fonográfica, iniciada em 21 de fevereiro de 1964 com a edição de álbum, Nara, que se tornaria histórico na música do Brasil.

Nesse primeiro álbum, a cantora evocou a bossa nova nos arranjos ao mesmo tempo em que se conectou com compositores dos morros do Rio de Janeiro (RJ) – já então uma cidade partida pelo apartheid socioeconômico – e que vislumbrou uma MPB que ganharia contornos mais nítidos a partir de 1965, na era dos festivais.

Decorridos 60 anos do lançamento do álbum Nara, Zezé Polessa dá voz e corpo à cantora de origem capixaba – e vivência carioca – em musical de teatro escrito e dirigido por Miguel Falabella.

Com direção musical e arranjos de Josimar Carneiro, o musical Nara entra em cena em 29 de fevereiro no Teatro Firjan Sesi Centro, na cidade do Rio de Janeiro (RJ), onde fica em cartaz até 21 de abril, de quinta-feira a domingo.

Na narrativa do monólogo musical, Nara Leão aparece na figura de Zezé Polessa e, através de fluxo de consciência, compartilha com o espectador momentos e músicas de trajetória emblemática que abarcou ruptura com a bossa nova, aparições em festivais, as participações em shows teatrais – como Opinião (1964) e o espetáculo Liberdade, Liberdade (1966) – e a incursão pela Tropicália, além de uma ida para França, onde Nara gravou em 1971, em Paris, álbum duplo que a reconciliou com o repertório da bossa nova (cancioneiro que até então nunca gravara em disco, mas do qual nunca se afastara totalmente nos shows).

Ao longo das cenas e das músicas de roteiro que inclui Corcovado (Antonio Carlos Jobim, 1960), Diz que fui por aí (Zé Kétti e Hortênsio Rocha, 1964) e A banda (Chico Buarque, 1966), entre outras composições associadas a uma cantora visionária que deu voz a compositores então iniciantes como Chico Buarque e Sidney Miller (1945 – 1980), chegam à cena no musical Nara temas como a repressão política no período da ditadura militar, a maternidade e o avanço do debate feminista na voz da artista.

Passados 35 anos da morte física daquela que, na definição poética de Carlos Lyra (1933 – 2023), foi não a musa, mas “a música da bossa nova”, o canto livre de Nara Leão reverbera na cena teatral carioca na voz de Zezé Polessa.

Nara Leão (1942 – 1989) inspira o musical de teatro 'Nara', cujo roteiro inclui sucessos como 'A banda' e 'Corcovado' — Foto: Frederico Mendes / Divulgação

Prazo para fim de operação é até a recaptura dos dois fugitivos de presídio de segurança máxima no RN, afirma diretor-geral da PRF

Prazo da operação e dos bloqueios é até a recaptura dos dois presos, diz diretor da PRF

O prazo para o fim da operação que de Mossoró (RN) é até a recaptura, segundo o diretor-geral da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Fernando Oliveira.

Em entrevista ao "Estúdio I", na GloboNews, ele disse que, "enquanto precisar, vamos operar até recapturar os dois e devolvê-los à cela para a tranquilidade da sociedade brasileira".

Oliveira ainda disse que, nos trabalhos de busca, cabe à PRF de garantir a segurança do perímetro das rodovias e que estão sendo realizados "cinturões de bloqueios" para evitar que a fuga siga em curso. Além de realizar estes bloqueios no Rio Grande do Norte, há reforços nas rodovias do Ceará e da Paraíba, locais para onde os fugitivos possam se descolar.

Ele afirma que há integrações entre as forças da operação como a Polícia Federal (PF), polícias estaduais e segurança pública nacional.

desde a quarta-feira (14) para recapturá-los.

Estão empenhados:

100 agentes da Polícia Federal;100 agentes da Polícia Rodoviária Federal;100 agentes das forças policiais locais (civil e militar);3 helicópteros (1 da PRF, 1 da PF e 1 da Secretaria de Segurança Pública do RN);Drones (com equipamentos termais) e cães farejadores.

Uma entre 18h e 21h de quarta. Os criminosos levaram roupas, sapato e outros itens pessoais. Na madrugada desta sexta (16) roupas e pegadas foram encontradas por policiais na zona rural de Mossoró. O morador da casa confirmou que uma colcha encontrada na mata é dele. "A polícia esteve aqui, mostrou as fotos pra mim, e a colcha é minha, o resto não", disse.

O policiamento foi reforçado na área. O diretor-geral da PRF afirma que a sociedade já sabe como são os indivíduos e que, caso vejam algo ou sofram algum furto ou roubo, que comuniquem para a polícia para que essas informações cheguem o mais rápido possível para as organizações de segurança que trabalham nas buscas.

LEIA TAMBÉM

Forças de segurança procuram fugitivos da penitenciária de Mossoró (RN)

Na manhã desta sexta, a força-tarefa que busca pelos dois fugitivos na Zona Rural de Mossoró.

A PF em uma propriedade na qual Deibson e Rogério teriam furtado roupas e objetos.

Fernando Oliveira afirma que a investigação aponta que os dois não estão tendo ajuda de outras pessoas ou organização criminosa e que, caso tivesse, facilitaria as buscas pois haveria uma maior movimentação de informações que seriam capturadas pelos agentes.

Diretor da PRF diz que apoio de facções a fugitivos de penitenciária “facilitaria” buscas

Primeira fuga da história

Pela primeira vez no Brasil, um presídio de segurança máxima do sistema penitenciário federal registrou uma fuga.

O sistema foi criado em 2006 e conta com cinco presídios de segurança máxima. O presídio de Mossoró foi o terceiro a ser inaugurado pela União, em 2009.

Mapa da Penitenciária Federal de Mossoró — Foto: Arte g1

Líder da AD diz que avançará com novo aeroporto mesmo sem consenso com PS e critica ANA
Golden Joker Mapa do site

1234