Golden Joker

Valdemar respondeu a todas as perguntas que a PF fez na investigação sobre golpe, diz defesa

  
LIVE      

Golden Joker

Valdemar respondeu a todas as perguntas que a PF fez na investigação sobre golpe, diz defesa

O presidente nacional do PL, Valdemar Costa Neto, respondeu a todas as perguntas feitas pela Polícia Federal no depoimento desta quinta-feira (22), sobre tentativa de golpe de Estado.

A PF marcou para esta quinta o depoimento de diversos investigados no caso. De acordo com as apurações da polícia, um grupo -- do qual fazia parte o presidente Jair Bolsonaro, militares e políticos --, se articulou para deslegitimar as instituições com informações falsas e reverter o resultado das eleições de 2022, impedindo a posse do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Valdemar prestou depoimento na sede da Polícia Federal em Brasília. Ao final, a defesa dele divulgou uma nota:

"A defesa de Valdemar Costa Neto informa que o Presidente Nacional do Partido Liberal compareceu à Polícia Federal na data de hoje, 22/02/2024, e respondeu todas as perguntas que lhe foram feitas. A defesa não fará qualquer comentário sobre as investigações", diz o texto.

Quem também respondeu às perguntas, de acordo com seu advogado, foi o ex-ministro da Defesa Anderson Torres.

Prazo para fim de operação é até a recaptura dos dois fugitivos de presídio de segurança máxima no RN, afirma diretor-geral da PRF

Prazo da operação e dos bloqueios é até a recaptura dos dois presos, diz diretor da PRF

O prazo para o fim da operação que de Mossoró (RN) é até a recaptura, segundo o diretor-geral da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Fernando Oliveira.

Em entrevista ao "Estúdio I", na GloboNews, ele disse que, "enquanto precisar, vamos operar até recapturar os dois e devolvê-los à cela para a tranquilidade da sociedade brasileira".

Oliveira ainda disse que, nos trabalhos de busca, cabe à PRF de garantir a segurança do perímetro das rodovias e que estão sendo realizados "cinturões de bloqueios" para evitar que a fuga siga em curso. Além de realizar estes bloqueios no Rio Grande do Norte, há reforços nas rodovias do Ceará e da Paraíba, locais para onde os fugitivos possam se descolar.

Ele afirma que há integrações entre as forças da operação como a Polícia Federal (PF), polícias estaduais e segurança pública nacional.

desde a quarta-feira (14) para recapturá-los.

Estão empenhados:

100 agentes da Polícia Federal;100 agentes da Polícia Rodoviária Federal;100 agentes das forças policiais locais (civil e militar);3 helicópteros (1 da PRF, 1 da PF e 1 da Secretaria de Segurança Pública do RN);Drones (com equipamentos termais) e cães farejadores.

Uma entre 18h e 21h de quarta. Os criminosos levaram roupas, sapato e outros itens pessoais. Na madrugada desta sexta (16) roupas e pegadas foram encontradas por policiais na zona rural de Mossoró. O morador da casa confirmou que uma colcha encontrada na mata é dele. "A polícia esteve aqui, mostrou as fotos pra mim, e a colcha é minha, o resto não", disse.

O policiamento foi reforçado na área. O diretor-geral da PRF afirma que a sociedade já sabe como são os indivíduos e que, caso vejam algo ou sofram algum furto ou roubo, que comuniquem para a polícia para que essas informações cheguem o mais rápido possível para as organizações de segurança que trabalham nas buscas.

LEIA TAMBÉM

Forças de segurança procuram fugitivos da penitenciária de Mossoró (RN)

Na manhã desta sexta, a força-tarefa que busca pelos dois fugitivos na Zona Rural de Mossoró.

A PF em uma propriedade na qual Deibson e Rogério teriam furtado roupas e objetos.

Fernando Oliveira afirma que a investigação aponta que os dois não estão tendo ajuda de outras pessoas ou organização criminosa e que, caso tivesse, facilitaria as buscas pois haveria uma maior movimentação de informações que seriam capturadas pelos agentes.

Diretor da PRF diz que apoio de facções a fugitivos de penitenciária “facilitaria” buscas

Primeira fuga da história

Pela primeira vez no Brasil, um presídio de segurança máxima do sistema penitenciário federal registrou uma fuga.

O sistema foi criado em 2006 e conta com cinco presídios de segurança máxima. O presídio de Mossoró foi o terceiro a ser inaugurado pela União, em 2009.

Mapa da Penitenciária Federal de Mossoró — Foto: Arte g1

Um terço dos eleitores do RJ ainda não tem biometria cadastrada; prazo vai até maio
Golden Joker Mapa do site

1234